Estados Unidos retomam a emissão de vistos para brasileiros

Publicado em: 8 novembro de 2021
Compartilhar:

Os Estados Unidos haviam estabelecido duras restrições para brasileiros e demais viajantes que tivessem passado pelo Brasil nas últimas duas semanas antes do ingresso nos EUA. Desta maneira, para entrar no país durante a pandemia, os brasileiros que tinham visto válido, precisavam cumprir um período de 14 dias num terceiro país que não fosse alvo das restrições americanas, como o México.

No entanto, no dia 26 de outubro, a embaixada americana em Brasília divulgou os detalhes sobre a nova política para entrada de viajantes internacionais no país, que será liberada a partir de 8 de novembro. A nova política de viagens internacionais consiste, assim como as do mundo todo, na proteção e garantia da saúde pública dos norte-americanos e visitantes.

Confira algumas das regras estabelecidas para a entrada no país:

Vacinação >> os viajantes, que não sejam cidadãos norte-americanos ou imigrantes, devem estar completamente imunizados contra a Covid-19 e apresentar o comprovante de vacinação antes de embarcar para o país. A lista de imunizantes autorizados pelas autoridades sanitárias dos EUA e pela Organização Mundial da Saúde, OMS, pode ser consultada no site

Teste negativo >> todos os viajantes completamente imunizados terão que apresentar um teste negativo de Covid-19 feito até três dias antes do embarque. A determinação ressalta, também, que os viajantes não vacinados (cidadãos norte-americanos, residentes permanentes legais) deverão apresentar um teste negativo de até um dia antes do embarque.

Crianças e adolescentes de até 17 >> ficou definido que essa faixa etária não precisa apresentar o comprovante de vacinação, mas deve apresentar comprovante de resultado negativo para covid-19 obtido até três dias antes do embarque.

Exceção de interesse nacional >> segundo a administração Biden, a partir de 8 de novembro, não haverá mais necessidade de solicitar a exceção de interesse nacional, que é a permissão emitida pelos consulados norte-americanos do país de residência do viajante, para a entrada direta nos EUA sem a necessidade da quarenta em um terceiro país, antes de viajar para o país.

Emissão de vistos:

Além da nova política de entrada no país, a embaixada ainda noticiou que haverá abertura de novas vagas para agendamento de entrevistas para emissão de vistos, também a partir de 8 de novembro. Espera-se que a fila para agendamentos aumente muito, por conta da alta procura, pois desde maio de 2020 o serviço esteve praticamente interrompido, com algumas exceções, por conta da pandemia da covid-19.

Fonte: Embaixada e Consulados dos Estados Unidos no Brasil  Valor Econômico